As dormências, as minhas estranhas escolhas e acasos felizes

Quando andava a decidir o que “quero ser quando for grande” por volta dos meus 16 anos, a minha mãe aconselhava-me sempre a tirar o curso de professora. Eu, que nunca tive grande paciência ou jeito para crianças (sendo eu uma criança na altura) dizia sempre que não achava isso grande ideia por causa da… Read More As dormências, as minhas estranhas escolhas e acasos felizes

Viver com e aceitar o medo de falhar e considerações sobre a emigração

Mudar-me para outro país obrigou-me a ajustar mentalmente ao fracasso. Numa cidade onde vivem milhões e onde há uma competição extrema é inevitavel que em alguma altura duvidemos do nosso valor, que tropecemos nas nossas certezas e que comecemos a questionar o nosso lugar no mundo. Outra razão para isso acontecer é vermos as nossas… Read More Viver com e aceitar o medo de falhar e considerações sobre a emigração